sábado, 14 de maio de 2011

O jogo e a Matematica



No dizer de Miranda em [13 ]
Prazer e alegria não se dissociam jamais. O “brincar” é
incontestavelmente uma fonte inesgotável desse dois elementos. O jogo, o
brinquedo e a brincadeira sempre estiveram presentes na vida do homem,
dos mais remotos tempos até os dias de hoje, nas mais variadas
manifestações (bélicas, filosóficas, educacionais). O jogo pressupõe uma
regra, o brinquedo é o objeto manipulável e a brincadeira, nada mais é
que o ato de brincar com o brinquedo ou mesmo com o jogo. Jogar também é
brincar com o jogo. O jogo pode existir por meio do brinquedo, se os
brincantes lhe impuserem regras. Percebe-se, pois, que jogo, brinquedo e
brincadeira têm conceitos distintos, todavia estão imbricados; e o lúdico
abarca todos eles.

A crianca também aprende brincando! e uma forma de demostrar que o jogo e uma atividade acadêmica que ajuda propocionar valores de pesquisa na curiosidade de envestigaçao e a alegria em descobrir o resultado esperado no ensino da matemática.


Referêcias:


www.mat.ibilce.unesp.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário